JCI Cascavel teve a honra de receber o Vice Presidente Nacional da JCI, Luciano Lizzoni

JCI Cascavel teve a honra de receber o Vice Presidente Nacional da JCI, Luciano Lizzoni

30 de janeiro de 2020 0 Por admin

Na tarde de domingo (16), a JCI Cascavel teve a honra de receber o Vice Presidente Nacional da JCI, Luciano Lizzoni, que ministrou um treinamento de debate e trocou experiências com os membros.
Luciano, que foi eleito em 2018 o melhor presidente local do mundo, está na JCI a 8 anos e concedeu a nossa equipe uma entrevista, confira:

Como você descobriu a JCI ?
“Estava fazendo um treinamento sobre algo que não tinha nada a ver com a JCI, lá conversei com um conhecido meu que era membro, também tinha outros conhecidos que participavam e decidi entrar para ampliar minha rede de contatos, interagir com as pessoas e evoluir.”

Como a JCI contribuiu para você?
“Percebo que não basta apenas saber as coisas, precisamos também transmitir esse conhecimento da melhor forma possível. Eu como professor de faculdade sempre me comparava com colegas de profissão, via como eles falavam, como se expressavam. E a JCI conseguiu melhorar em mim essa expressão.”

Qual o maior desafio na presidência da JCI Marechal?
“Lidar com o ego das pessoas. Elas sempre culpavam os outros, sempre comparavam os eventos e projetos com os outros anos e ficavam comentando como a organização estava em declínio”


Como foi a sensação de ter vencido um premio mundial?
É muito difícil descrever, mas o que mais se aproxima é a sensação de um trabalho feito que deu certo, e que depois foi reconhecido, com certeza é uma sensação muito boa”.

Como você vê a JCI?
“Um grande grupo de amigos verdadeiros que se ajudam em questões de liderança, fazem viagens, aprendem e evoluem Um ambiente em que você faz acontecer”

Que dica você daria para quem começou hoje?
“Participe de tudo. Tudo o que aparece é uma oportunidade, e às vezes você não entende até participar.”

O que lhe motivou a ser presidente da OL?
“A maioria das pessoas reclama demais sobre as coisas ruins, eu decidi que queria melhorar a instituição para mim e para os demais membros”.

O que lhe motivou a ser Vice Presidente Nacional?
“Eu passei por dificuldades que outras Organizações Locais têm, e eu consegui vencer boa parte delas, então posso ajudar os outros presidentes a vencê-las também”.

Qual a importância de fazer acontecer?
“Todos pensam que quando vamos a treinamento as pessoas trazem tudo. E na verdade todos podem trazer algo novo, e os projetos da JCI lhe permitem ter uma participação mais ativa”.

Você acha que tem um perfil especifico de líder que a JCI forma? Qual?
“Não, a JCI forma lideres para qualquer ocasião, seja um pai ou mãe, um homem público ou um gerente de projetos.”

Você acha que tem uma idade certa para assumir cargos?
“Não, assim que a pessoa entende o que a JCI é já pode assumir um cargo, pois aprendemos na prática, temos desafios reais e concretos para vencer”.

Tem alguém específico que te motivou na JCI?
“Uma única pessoa não, mas grande parte dos companheiros. Pois quando se entra na JCI, o bom trato faz você se sentir bem, se sentir acolhido. É isso que te faz querer continuar.”